European Union External Action

Acordo com o Irão: UE defende em uníssono que se mantenha o acordo nuclear com o Irão a bem da segurança europeia

29/05/2018 - 08:55
News

Os ministros da UE 28 defenderam em uníssono que se mantenha o acordo nuclear com o Irão enquanto o Irão continuar a respeitar plenamente os compromissos nele assumidos, declarou a alta representante, Federica Mogherini, após a reunião do Conselho dos Negócios Estrangeiros em que se discutiram ideias e medidas concretas.

iran, foreign affairs council

A alta representante anunciou que a UE e os Estados­‑Membros estão a coordenar medidas e mecanismos para proteger os investimentos económicos das empresas europeias que legitimamente investiram e desenvolveram atividades no Irão.

"Para nós, não se trata de um interesse económico, mas sim da segurança da União Europeia – na ausência de acordo nuclear com o Irão, acreditamos que a segurança da região e da Europa estaria em jogo", afirmou Federica Mogherini salientando a unidade da UE em torno desta questão.

Complementando as medidas já tomadas pela União Europeia no que respeita ao estatuto de bloqueio, os Estados­‑Membros apresentaram uma série de contributos e os ministros decidiram criar uma rede de pontos de contacto que coordenará todas as medidas europeias.

"É nossa intenção e vontade agir o mais rapidamente possível, não só porque sabemos que a pressão no Irão é grande, mas também porque entendemos que os investidores europeus precisam de ter uma certeza – é, pois, do nosso interesse trabalhar depressa", declarou a alta representante, não sem relembrar a todos a complexidade da situação e fazer votos para que se avance ao longo das próximas semanas.

"O importante é que as coisas estão a evoluir, na direção certa, em perfeita união e com grande determinação política em as fazer avançar" observou Federica Mogherini.

A UE 28 comunga de algumas das preocupações manifestadas pela administração norte­‑americana, como o programa de mísseis balísticos ou a dinâmica regional. Exatamente por essa razão, os 28 unem esforços para manter o acordo nuclear" afirmou Federica Mogherini.

"Comungamos de algumas das preocupações da administração dos EUA, discordamos em relação àquilo que será a melhor estratégia para ir ao encontro dessas preocupações e reagir de forma positiva" declarou a alta representante.

A UE crê que a sua maior preocupação deverá ser impedir o Irão de desenvolver uma arma nuclear – e, para isso, o PACG é fundamental. A semana passada, a Agência Internacional da Energia Atómica confirmou pela 11.ª vez que o Irão cumpre inteiramente o acordo.

As restantes questões podem ser discutidas em instâncias distintas.

"A União Europeia continua a aplicar uma série de sanções, algumas delas relacionadas com os direitos humanos. Acreditamos, porém, que manter o contacto e dialogar será mais produtivo do que interromper o diálogo e avançar para o confronto. Em princípio, os resultados serão melhores e é essa via que estamos determinados a prosseguir" afirmou ainda Federica Mogherini.

A UE 28 mostrou­‑se também unida no que toca à situação em Gaza, acordando em agir imediatamente, em coordenação com os parceiros regionais, para evitar que mais vidas se percam e garantir o acesso humanitário à faixa de Gaza.

Discutiu­‑se também o horizonte político, tendo os ministros confirmado que a União Europeia está inteiramente unida na defesa de uma solução negociada assente na coexistência de dois Estados e tenciona continuar a colaborar estreitamente com os outros parceiros.

"Continuamos todos – os 28 – empenhados em considerar Jerusalém como a futura capital de ambos os Estados" afirmou a alta representante.