Saba

Voluntários de Ajuda Humanitária da UE fazem a diferença em áreas atingidas por ciclones em Moçambique

15/07/2019 - 12:08
News stories

Voluntários de Ajuda Humanitária da UE fazem a diferença em áreas atingidas por ciclones em Moçambique

Moçambique foi atingido por dois ciclones tropicais no início deste ano, deixando centenas de milhares de pessoas vulneráveis e infraestruturas importantes destruídas, particularmente nas regiões centro e norte. Uma onda de solidariedade veio de muitas partes do mundo, com a União Europeia e os seus Estados-Membros a responderem imediatamente ao governo e a pedidos públicos de assistência, através dos esforços da ECHO e de outros mecanismos coordenados.

No terreno, um grupo de Voluntários de Ajuda da UE em Moçambique tem prestado assistência humanitária nas áreas afetadas, trabalhando na resposta às necessidades das pessoas e ajudando na resiliência das comunidades locais.

Numa reunião com o embaixador da UE, Antonio Sanchez-Benedito Gaspar, os voluntários falaram das suas experiências, particularmente no apoio às comunidades em educação, água, higiene e saneamento, reconstrução de casas resilientes, pequena agricultura, proteção ambiental e na interacção com as autoridades locais.

Com base em locais diferentes em Moçambique, os voluntários de Ajuda da UE estão envolvidos na construção de banheiros de emergência, distribuição de filtros de purificação de água e kits de higiene, beneficiando mais de 3600 famílias apenas na província de Manica. Paralelamente, os Voluntários de Ajuda da UE realizam uma campanha de sensibilização sobre a prevenção de doenças como a cólera e a malária e a promoção da higiene pessoal.

O embaixador da UE elogiou o seu trabalho e destacou a solidariedade da UE para com o povo de Moçambique, tanto na resposta de emergência como nos esforços de reconstrução em curso, para os quais a UE confirmou, na Conferência de Doadores de Maio, uma contribuição de 200 milhões de euros.

A Iniciativa de Voluntários da União Europeia complementa a assistência humanitária da UE no terreno, reforçando a resiliência e a capacidade das comunidades locais. A iniciativa reflete o compromisso da União Europeia em enfrentar os desafios atuais e está intimamente alinhada com os esforços mais amplos de assistência ao desenvolvimento nos países parceiros.

Durante o período 2016-2020, 4000 voluntários estão a ser enviados por organizações humanitárias para contribuir em projetos em todo o mundo. Em Moçambique, a iniciativa Voluntários de Ajuda da UE é coordenada pela WeWorld-GVC, uma organização italiana independente, e pela Cruz Vermelha Alemã.

Para saber mais, consulte o mais recente Folheto Informativo dos Voluntários da UE.

Languages:
Secções editoriais: