Black Sea Synergy

UE UNICEF: Enviar um SOS no regresso à escola – Atualização

23/09/2020 - 18:30
News stories

Em 23 de setembro, a UE acolheu, no coração do chamado Bairro Europeu de Bruxelas e no âmbito de uma iniciativa pública internacional sobre a educação no mundo, a instalação #Backpack2School, da autoria da UNICEF e subordinada ao tema "Enviar um SOS". Josep Borrell, alto representante da UE, inaugurou o evento em Bruxelas, juntamente com a comissária Dubravka Šuica, a diretora da UNICEF, Sandie Blanchet, e Quinten Heymans, ativista de uma organização local de juventude. Em plena pandemia de coronavírus, trata¬ se de um apelo urgente lançado aos dirigentes mundiais para que atuem e salvaguardem o futuro dos nossos filhos. "Estas 200 mochilas azuis que formam a sigla SOS aqui nas ruas de Bruxelas, na Bélgica, pretendem lembrar¬ nos, a nós e ao mundo inteiro, que centenas de milhões de crianças continuam à espera de poder pegar outra vez nas mochilas para receberem a educação que irá determinar o seu futuro", afirmou Josep Borrell.

eu-unicef, children, education

A pandemia de coronavírus provocou perturbações no ensino a nível mundial, tendo mais de 1,57 mil milhões de estudantes sido afetados nos últimos meses pelo encerramento total das escolas em mais de 190 países. Neste preciso momento, pelo menos um terço das crianças em idade escolar – 463 milhões de crianças em todo o mundo – não consegue aceder ao ensino à distância.

A pandemia deixou, assim, transparecer a existência de profundas desigualdades em termos de acesso à escola, resultados da aprendizagem e conectividade digital, e revelou deficiências nos nossos sistemas de ensino, entre os quais água e saneamento inadequados em muitas escolas.

A fim de resolver estas questões, a UNICEF e a UE enviaram uma mensagem SOS de Bruxelas para o mundo, para que se unam forças e se promovam ações destinadas a reduzir o impacto negativo da pandemia na educação a nível mundial. A instalação da mensagem SOS é composta por 200 mochilas da UNICEF, acompanhadas da bandeira da UE, formando­‑se, assim, um sinal SOS.

EU-UNICEF

Durante o seu discurso inaugural, o alto representante da UE, Josep Borrell, afirmou: "Temos de reinventar o nosso futuro, mas também de construir o nosso presente. Não se pode dizer às pessoas: "Não se preocupe, o seu futuro será digital." Sim, mas e o meu presente? O meu futuro será muito bom, mas como é o meu presente? Porque é hoje, esta tarde, amanhã de manhã, que tenho necessidades a satisfazer [imperativamente]. É por isso que é urgente, é por isso que se trata de um SOS. É um apelo a que todas as pessoas do mundo, governos e organizações da sociedade civil, como a UNICEF, compreendam que a liberdade de ensino é a melhor ferramenta de base para que a humanidade construa um futuro melhor. É por isso que estas 200 mochilas azuis se encontram aqui, no meio das instituições europeias."

Agora mais do que nunca, é imperioso que as crianças e os jovens permaneçam nas escolas, num ambiente seguro, onde possam aprender e lidar melhor com os impactos sociais e psicológicos desta crise sem precedentes. Além do mais, o financiamento da educação está ameaçado e há que o proteger e lhe dar prioridade em todos os planos de recuperação da União Europeia.

A educação é essencial para a recuperação económica. Se queremos reconstruir melhor, é fundamental investir na educação e garantir que cada criança adquira as competências de que necessita para ser bem sucedida na vida e no trabalho.

A instalação UE‑UNICEF #Backpack2School (ligação externa) patente em Bruxelas teve lugar durante a semana da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, e num ano especial para a ONU, o do seu 75.º aniversário.

A iniciativa foi lançada em Nova Iorque a 1 de setembro, durante a "Generation Unlimited: Connecting Half the World to Opportunities (ligação externa)", evento em que se apelou à adoção de medidas urgentes e ao investimento para colmatar o fosso digital e aumentar as oportunidades de aprendizagem e aquisição de competências digitais.

Em meados deste ano, a 9 de junho, o alto representante da UE, Josep Borrell, e a diretora executiva da UNICEF, Henrietta Fore, em conversa telefónica, falaram sobretudo do impacto da pandemia de coronavírus nas crianças e decidiram, em conjunto, dar prioridade à promoção da educação infantil, incluindo a aprendizagem digital. "A escola é a maior fábrica de igualdade no mundo", afirmou Josep Borrell. A atividade conjunta SOS de 23 de setembro corrobora esta mensagem.

"Education is an equality builder.

L’école c’est la fabrique de l’égalité.

La escuela es la fábrica de la igualdad"

- EU High Representative Josep Borrell

 
 
MAIN IMAGE : Collage of photos by ©UNICEF
Tags: