Delegation of the European Union to the Philippines

ASSISTENTE FINANCEIRO/A, CONTRATUAL E DE AUDITORIA

15/08/2019 - 13:11
Local agents

ASSISTENTE FINANCEIRO/A, CONTRATUAL E DE AUDITORIA

Seção Contratos, Finanças e auditoria

 

 

1. Somos

A União Europeia (UE) é uma parceria económica e política de, atualmente, 28 países europeus. Desempenha um importante papel na cena internacional, tanto através da diplomacia, do comércio, da ajuda ao desenvolvimento como da cooperação com as organizações internacionais. No estrangeiro, é representada por mais de 140 representações diplomáticas, conhecidas sob o nome de delegações da UE, que à semelhança de uma embaixada defendem e promovem os valores e interesses da UE.

 

A Delegação da UE na Guiné-Bissau tem por missão representar e manter o bom relacionamento da UE com a República da Guiné-Bissau. Neste quadro, assegura o seguimento das relações bilaterais na área política, económica, comercial e de desenvolvimento sustentável, através da implementação dos diversos instrumentos técnicos e financeiros à disposição do país e em coordenação com os Estados Membros da UE, outros doadores, a sociedade civil e outros atores de desenvolvimento.

 

 

2. Propomos

Propomos uma vaga de ASSISTENTE FINANCEIRO, CONTRATUAL E DE AUDITORIA. No âmbito deste trabalho, serão confiadas à pessoa recrutada as funções que dependem das necessidades da Delegação. No momento do recrutamento, o(a) candidato(a) selecionado(a) assumirá o cargo específico de Assistente Financeiro, Contratual e de Auditoria, podendo esta função ser alterada segundo as necessidades da Delegação. No âmbito deste cargo, o(a) candidato(a) selecionado(a) exercerá as funções correspondentes a pessoal técnico e de apoio, abaixo descritas, sob a supervisão e responsabilidade do Chefe de Seção relevante:

 

Funções e responsabilidades:

 

Gestão contratual e financeira dos projetos:

  • Assegurar uma boa gestão financeira dos fundos da União Europeia;
  • Participação no circuito de verificação de novas decisões, contratos e adendas, quanto ao respeito dos procedimentos contratuais e financeiros internos e à verificação dos orçamentos;
  • Acompanhamento da execução dos projetos, do ponto de vista financeiro e do cumprimento das condições contratuais, através de controlos periódicos, de verificação dos relatórios, nomeadamente os financeiros, e de auditorias;
  • Participação em reuniões de gestão e acompanhamento, incluindo a possibilidade de visitas de terreno para monitorias financeiras;
  • Apoio ao trabalho de auditoria e verificações financeiras ao projeto, na contratação, na análise das conclusões e na efetivação de medidas corretivas e compensatórias.

 

Gestão do circuito financeiro e contabilístico dos contratos:

  • Participação no circuito de verificação financeira dos projetos e dos respetivos pagamentos e/ou recebimentos, nomeadamente através da análise dos gastos e da elegibilidade dos mesmos;
  • Definição dos montantes para pagamento/ recebimento e seu registo contabilístico;
  • Análise de direitos, montantes e condições de elegibilidade de credores;
  • Manter contatos necessários com os operadores financeiros dos projetos, para esclarecimentos de dúvidas, o melhoramento e/ou correção das práticas utilizadas, para a verificação financeira, bem como com a Célula de Apoio ao Ordenador Nacional.

 

Outras:

  • Apoio na preparação e acompanhamento dos concursos públicos, nomeadamente no apoio à Comissão de avaliação e à avaliação de propostas;
  • Apoio na resolução de problemas informáticos;
  • Apoio na monitorização do cumprimento dos objetivos da Seção e da Delegação e acompanhamento das medidas corretivas;
  • Apoio à Delegação em questões de representação e visibilidade;
  • Apoio na gestão dos arquivos da Seção e da delegação.

 

Condições oferecidas:

Oferecemos um contrato AL/2 por tempo indeterminado, após um período experimental de três meses.

O salário de base bruto de início de carreira (incluindo o subsídio de transporte) será fixado a partir de 1,096,951 XOF.

Oferecemos uma posição competitiva num ambiente internacional. Benefícios tais como um regime complementar de pensões e um seguro de saúde para os trabalhadores e as suas famílias são oferecidos sob certas condições.

 

 

3. Critérios de seleção

 

Requisitos mínimos:

  1. Estar apto para desempenhar as funções exigidas.
  2. Gozar dos direitos cívicos e possuir as autorizações de trabalho em conformidade com a legislação local (os candidatos podem ser de qualquer nacionalidade, mas no caso de serem de nacionalidade estrangeira devem possuir autorização de residência e de trabalho, conforme as leis do país).
  3. Ter um excelente nível de Português falado e escrito (língua de trabalho da Delegação).
  4. Ter um nível muito bom em Francês ou Inglês – no mínimo ter o Nível C1 (referir-se ao Europass CV).
  5. Ter o nível de ensino mínimo correspondente a um ciclo completo de estudos superiores de pelo menos 3 (três) anos, comprovado por um diploma oficial, em pelo menos uma das áreas seguintes, ou equivalente: gestão de empresas, contabilidade, finanças, gestão bancária, administração pública, economia, fiscalidade.
  6. Ter no mínimo 3 anos de experiência profissional provada no domínio, relacionada com as tarefas a assumir.
  7. Ter muito bons conhecimentos de ferramentas informáticas: Word, Excel, Outlook, Windows.

 

 

Vantagens que serão consideradas como mais-valias:

  1. Experiência de trabalho anterior relacionada com as funções e responsabilidades descritas em cima.
  2. Experiência anterior na contabilidade, administração ou em procedimentos de execução de projetos financiados pela União Europeia.
  3. Experiência anterior em ONG ou organismo internacional na área da Cooperação.
  4. Ter um bom nível na terceira língua (Francês ou Inglês) – no mínimo ter o Nível B1 (referir-se ao Europass CV).
  5. Ter experiência e capacidade de aprendizagem com outras ferramentas informáticas na área da contabilidade ou gestão de projetos.
  6. Capacidade demonstrada de trabalhar em equipa, de forma autónoma, de forma comprometida e assumindo responsabilidades (entre os quais financeiras).
  7. Capacidade demonstrada de análise crítica.
  8. Capacidade demonstrada para respeitar procedimentos, normas éticas, horários e prazos.

 

 

4. Como apresentar a sua candidatura

 

Queira enviar a sua candidatura e os documentos comprovativos:

  1. Preferencialmente, em formato digital, por correio eletrónico para delegation-guinea-bissau-hoa@eeas.europa.eu com o Assunto: "Assistente Financeiro/a, Contratual e de Auditoria – Seção Contratos, Finanças e Auditoria (posto nº38081) ".
  2. Alternativamente, em envelope fechado, com a menção exterior:

 

Concurso: ASSISTENTE FINANCEIRO/A, CONTRATUAL E DE AUDITORIA– Seção Contratos, Finanças e Auditoria

Ref.: Posto nº 38081

Delegação da União Europeia na Guiné-Bissau

Bairro da Penha – Bissau

A/c do Chefe da Administração

 

O dossier de candidatura deverá ser composto dos seguintes documentos:

E cópias dos seguintes documentos adicionais:

  • Diploma (s) de estudo;
  • Certificado (s) de trabalho;
  • Registo Criminal;
  • 3 Cartas de recomendação com os contatos telefónicos e de correio eletrónico dos referentes;

 (obs. os dossiers recebidos não serão devolvidos aos candidatos)

 

 

O(a) candidato(a) deve verificar se reúne todos os pré-requisitos de seleção. A ausência de qualquer um dos requisitos acima mencionados poderá acarretar a desqualificação da candidatura. Nesse caso, a Delegação não enviará nenhuma correspondência.

 

A data limite para a entrega das candidaturas é: 19 de Setembro de 2019 às 12H00.

 

5. Processo

 

Após o termo do prazo para apresentação das candidaturas, estas serão examinadas por um Comité de seleção criado para esse efeito. O júri elaborará uma lista dos candidatos que considera mais aptos para exercer o cargo, com base numa apreciação preliminar das informações fornecidas nas cartas de candidatura e nos documentos comprovativos. O processo de seleção desdobra-se em três fases (cada uma delas eliminatória):

  • Fase I – Prova (s) presencial (ais): Depois da entrega das candidaturas, proceder-se-á a uma pré-seleção baseada nos documentos apresentados. Os candidatos pré-selecionados serão convidados para uma prova escrita presencial. A prova poderá ser desdobrada em momentos diferentes e pode conter conhecimentos de línguas, de programas informáticos e testes de simulação de tarefas previstas no posto. O tempo e a estrutura da mesma será indicada aquando do correio eletrónico de convite para a prova. 
  • Fase II – Verificação de referências: Segundo o resultado nas provas, o júri selecionará os melhores candidatos para uma entrevista.
  • Fase III – Entrevista: Segundo o resultado das entrevistas, o júri escolherá o melhor candidato para ocupar o lugar.

 

Os candidatos que não tenham sido incluídos na lista restrita a passar à fase III não serão obrigatoriamente contatados individualmente. Contudo, a Delegação utilizará os mesmos meios de publicação do presente anúncio de vaga para informar os candidatos quando o processo de recrutamento for concluído e um candidato for (ou não for) recrutado. A Delegação reserva-se ao direito de contatar os candidatos a passar à Fase seguinte apenas por correio eletrónico. Aconselha-se que os mesmos acedam ao seu correio eletrónico com alguma frequência (pelo menos 2 vezes por semana). Apenas será dada uma resposta aos candidatos convidados para a Fase III – Entrevista.

 

 

A Delegação não fornecerá informações adicionais nem abordará elementos do processo de seleção por telefone. Quaisquer perguntas sobre este processo deve ser apresentado por escrito a: delegation-guinea-bissau-fcs@eeas.europa.eu. Questões podem ser enviados até ao dia 9 de Setembro de 2019 às 12h00. Após essa data, a Delegação não responderá a mais questões.

 

 

Início de funções: 1° de Fevereiro de 2020 (data indicativa).

Editorial Sections: