Delegação da União Europeia na República de Moçambique

União Europeia saúda Moçambique pelos esforços pela Paz, Estabilidade e Reconciliação Nacional

06/08/2020 - 10:27
News stories

6 de Agosto de 2019 – 6 de Agosto de 2020: primeiro aniversário da assinatura do Acordo de Paz e Reconciliação, evento em que a União Europeia anunciou um fundo de apoio à implementação do Acordo.

Assinatura do Acordo de Paz Mocambique - 2019

Marca-se hoje o primeiro aniversário da assinatura do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional em Moçambique, um evento importante na história contemporânea de Moçambique. Nesta ocasião, a União Europeia saúda os Moçambicanos e a visão das suas lideranças políticas pelo compromisso com a paz e a reconciliação nacional.

O início do actual processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR) de antigos combatentes é sinal de que a paz começa a gerar ganhos para os Moçambicanos que têm hoje a oportunidade de retomar suas vidas juntos, por um futuro de progresso para todos.

O desafio de levar adiante a implementação do Acordo de Paz e assegurar uma verdadeira reconciliação nacional permanece. A União Europeia destinou um fundo de 60 milhões de Euros para apoiar o processo e, nesse âmbito, estão em curso projectos diversos, implementados com parceiros, que incluem apoio a grupos mais vulneráveis e investimentos nos sectores como a educação, saúde e agricultura, com vista a facilitar a reintegração nas comunidades mais afectadas pelo conflito, no centro e norte do país.

"Diálogo" é a palavra que mais se ouviu dos signatários do acordo – o Presidente da República, Filipe Nyusi, e o líder da RENAMO, Ossufo Momade – e também pronunciada repetidamente pelos diversos intervenientes nacionais e estrangeiros, como o caminho certo para resolver quaisquer diferendos de forma pacífica.

A União Europeia acredita que os desafios emergentes com a pandemia da COVID-19 podem ser superados com o trabalho em parceria, com o governo moçambicano e a sociedade civil em Moçambique, e  que a paz, é a condição indispensável para lograr-se os resultados esperados.

Secções editoriais: