Delegation of the European Union to Israel

Declaração da alta representante/vice-presidente Federica Mogherini por ocasião do Dia Internacional comemorativo do Holocausto

Bruxelles, 25/01/2019 - 15:44, UNIQUE ID: 190124_6
Statements by the HR/VP

Declaração da alta representante/vice-presidente Federica Mogherini por ocasião do Dia Internacional comemorativo do Holocausto

No dia comemorativo do Holocausto recordamos todos aqueles que foram mortos devido apenas ao crime de terem nascido. Lembramo-nos da tentativa sistemática do regime nazi e seus aliados de exterminarem o povo judeu e outros grupos – devido à sua origem étnica, às suas convicções ou orientações sexuais.

É um dia de lembrança, mas é também um dia para atuarmos nos tempos em que vivemos. Liliana Segre – senadora italiana vitalícia e sobrevivente do Holocausto – disse recentemente que a memória da Shoah deve ajudar os europeus de hoje "a resistirem à tentação da indiferença em relação à injustiça que nos rodeia, a permanecermos vigilantes e a estarmos mais conscientes das nossas responsabilidades em relação aos outros."

A lembrança é uma responsabilidade individual e coletiva, especialmente numa altura em que o antissemitismo volta a aumentar, em que as teorias da conspiração antissemita surgem novamente e em que os atentados contra judeus e contra a memória do Holocausto são demasiado comuns, tanto dentro como fora da Europa. Por conseguinte, temos mais do que nunca o dever de nos "mantermos vigilantes" contra todas as formas de racismo e discriminação, sejam elas antigas ou novas, e de reagirmos e atuarmos.

A União Europeia tem-se empenhado, e continuará empenhada, na luta contra toda e qualquer forma de antissemitismo, nomeadamente as tentativas de caucionar, justificar ou banalizar o Holocausto. O projeto moderno de integração europeia nasceu como reação à Segunda Guerra Mundial e à Shoah. A construção da União Europeia tem na sua base a decisão de dizer "nunca mais". Reconhecemos que a diversidade do nosso continente é o que nos torna fortes e a preservação dessa diversidade tornou-se um objetivo fundamental da nossa União, inclusive na nossa política externa.

O antissemitismo – e todas as formas de racismo – é um atentado contra as próprias fundações da nossa União Europeia: é um ataque perpetrado contra todos nós.

 

Secções editoriais: