Delegation of the European Union to the Dominican Republic

A União Europeia lança nova iniciativa em Angola contra os efeitos da Covid 19

29/05/2020 - 13:42
News stories

Lavagem das mãos com trabalhadoras de rua, campanhas de sensibilização em comunidades carentes, transferências monetárias à famílias vulneráveis… Muitos dos nossos parceiros já tomaram iniciativas com fundos da UE para prestar assistência aos que mais precisam de apoio. Confirmamos agora a nossa solidariedade com a população Angolana com o lançamento de um novo pacote de programas incluídos na nossa resposta global à Covid 19, Team Europe / Equipe Europa. Esta acção financiada com cerca de 10.000.000 EUR visa mitigar o impacto da Covid, especialmente nas pessoas mais pobres. É uma prova de uma parceria mais profunda nestes tempos incertos.

Sensibilização Covid 19 Angola

Água e sabão para trabalhadores de rua

Na província do Uíge, uma equipe de APDCH no âmbito de um projecto financiado pela União Europeia lançou uma campanha de sensibilização e criou igualmente pontos com sabão e água para lavar as mãos. Direcionou-se aos trabalhadores de rua, dentro dos quais estão principalmente mulheres. Uma iniciativa importante, pois muitos vivem em bairros privados de água da rede, principal causa de doenças infeciosas. Outra ONG financiada pela UE, a VIS Angola, aumentou os seus esforços de educação à higiene com as crianças em situação de rua. Famílias vulneráveis receberam transferências monetárias no Moxico, Bié e Uíge, incluídas num programa de Protecção Social em parceria com o Governo de Angola, a Louis Berger e o Unicef.

Aumento dos problemas existentes em Angola

Os grupos mais pobres foram as primeiras vítimas do contexto internacional de pandemia e do Estado de emergência nacional ao longo dos últimos meses. Ambos causaram grandes prejuízos na população Angolana, aumentando dramaticamente os problemas existentes como a inflação, o acesso à alimentação e a outros serviços básicos. Diante desta situação, estes parceiros e muitos outros mobilizaram uma resposta rápida para estas comunidades através de acções com fundos da União Europeia, um passo à frente na luta contra a pobreza.

Melhorar o bem-estar da população Angolana

Mais ajuda está por vir. O Embaixador da União Europeia em Angola, Tomáš Uličný, anunciou que acções serão implementadas para apoiar a população angolana nas áreas mais afectadas, em reacção às consequências económicas e sociais da Covid 19 em Angola. Acções financiadas pela UE com cerca de 10.000.000 EUR devem arrancar em Junho. A intervenção terá como foco áreas prioritárias como a nutrição, a água, o saneamento, a logística e a saúde.

“Continuamos confiantes e disponíveis a apoiar os compromissos e esforços contínuos do Governo de Angola para fazer reformas que são essenciais para implementar o programa de diversificação económica, reduzir a pobreza e melhorar as condições e o bem-estar da população angolana”, disse Tomáš Uličný.

Nutrição, suprimentos médicos e apoio aos grupos vulneráveis

A maior parte do pacote global é uma subvenção direcionada à investigação sobre acções de nutrição que será integrada ao programa existente financiado pela UE “Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola” (FRESAN) nas províncias do Sul de Angola. Outra parte do apoio será canalizada através de ONGs selecionadas para aliviar o impacto da pandemia nos grupos vulneráveis, por exemplo com cestas básicas e outros serviços às comunidades. Uma tranche do orçamento será transferida ao Governo de Angola para contribuir à aquisição de suprimentos médicos para a Covid 19 e o Ofício Humanitário da EU contribuirá também com 3 milhões de EUR. Angola beneficiará também de um programa regional à SADC de 20 milhões de EUR financiado pela EU para apoiar a industrialização e o ramo productivo, nomeadamente o sector farmacêutico.

Apoio indirecto à Angola

Angola beneficiará indirectamente do apoio dado pela União Europeia a diversos projectos: o Plano de Preparação Estratégica e de Resposta (SPRP) da Organização Mundial da Saúde (OMS); Centros Europeus de Excelência em Mitigação de Riscos Químicos, Biológicos, Radiológicos e Nucleares; o Centro Africano para o Controlo das Doenças; o Departamento Europeu de Investigação e Inovação para investigação à Covid 19, e o programa temático “Melhorando as sinergias entre protecção social e gestão das finanças públicas para disponibilizar uma instrução a muito curto prazo sobre o uso da protecção social adequado à situação de crise da Covid 19”.

Languages:
Secções editoriais: