Delegation of the European Union to Costa Rica

União Europeia, América Latina e Caraíbas: unir forças para um futuro comum - #CommonFuture

16/04/2019 - 15:01
News stories

União Europeia, América Latina e Caraíbas: unir forças para um futuro comum - #CommonFuture

High Representative Mogherini visits Colombia

A UE está a planear uma parceria política renovada com a América Latina e as Caraíbas. A «Comunicação conjunta» surge 10 anos após a última grande estratégia da UE para a região. Surge num período difícil de crise na Venezuela, onde a UE está a procurar ativamente uma solução pacífica e democrática através de um grupo de contacto internacional.

Neste contexto, Federica Mogherini gostaria de recordar o panorama geral. «A América Latina e as Caraíbas são parceiros próximos e importantes para a UE», afirma. «Embora geograficamente distantes, estamos mais próximos do que qualquer outro continente e hoje estamos mais próximos do que nunca».

Olhando para os próximos cinco anos, a UE tem por objetivo alcançar um compromisso político mais estratégico, prosseguir uma agenda responsável em matéria de comércio e de investimento e assegurar o impacto máximo da sua cooperação com os países da região. Em conjunto, estes valores representam um novo equilíbrio nas relações entre a UE e a América Latina e as Caraíbas, com base numa parceria entre iguais.

Volvidos 20 anos desde a reunião dos líderes de ambos os continentes no Rio de Janeiro em junho de 1999, prosseguem os esforços para construir uma parceria regional plena e com base em compromissos e valores comuns. Ao mesmo tempo, a UE manifesta a sua disponibilidade para intensificar o seu compromisso com os grupos sub-regionais e com os países dispostos a ir mais além. A UE propõe-se realizar este objetivo através de quatro parcerias: para a prosperidade, a democracia, a resiliência e uma governação global eficaz.

A UE tenciona concluir a sua rede de acordos de associação e de comércio, nomeadamente com o Chile, o México, o Mercosul e as Caraíbas (no contexto das negociações com o grupo ACP), e concluir a ratificação do Acordo de Associação UE-América Central e do Acordo comercial entre a UE e a Colômbia, o Equador e o Peru.

Com esta nova parceria estratégica, a UE pretende sublinhar a importância do envolvimento sério de um grupo de 33 países que, nos últimos 10 anos, mais do que duplicaram o seu investimento na UE. Em conjunto, constituem o quarto maior parceiro comercial da UE.

A América Latina e as Caraíbas são parceiros essenciais para a UE nos fóruns multilaterais. Sem o seu apoio, a UE não conseguiria alcançar objetivos importantes em domínios como as alterações climáticas, o desenvolvimento sustentável, a paz, a segurança e os direitos humanos. Juntos, representamos um terço dos membros da ONU, o que nos torna parceiros vitais para uma ordem multilateral baseada em regras.