Delegation of the European Union to Colombia

Livro: "European foreign policy in times of COVID¬ 19" (A Política externa europeia em tempos de COVID¬ 19)

20/03/2021 - 13:16
From the blog

20/03/2021 – Blogue do AR/VP – 2020 foi o ano da pandemia que mudou profundamente o nosso mundo. Este livro com o título "European foreign policy in times of COVID¬ 19" relata os principais acontecimentos até ao final de 2020, faz uma reflexão sobre o seu significado e contribui para o debate em torno da evolução do papel da Europa a nível mundial. Fazer política é fazer escolhas e o futuro da UE é aquilo que fizermos dele.

"A principal lição de 2020 é que as escolhas políticas são importantes. Podemos escolher a solidariedade, o multilateralismo e as parcerias mundiais. Ou podemos seguir a via do nacionalismo e do "cada um por si"."

As batalhas políticas ganham­‑se e perdem­‑se em função da forma como as questões são enquadradas. Importa, portanto, saber como analisamos o mundo e como expomos as nossas opções políticas. Foi esta a razão que me levou a escrever regularmente aqui no meu blogue e para outras publicações, sendo que alguns desses textos foram agora reunidos neste livro.

 

O livro relata essencialmente os principais acontecimentos e desenvolvimentos – por vezes inesperados e dramáticos – durante o primeiro ano do meu mandato como AR/VP, ou seja, até ao final de 2020, e a forma como a UE reagiu. O livro faz um esboço das principais fases da pandemia e das ações da UE: desde a "batalha de narrativas" e o trabalho sobre o repatriamento, à "Equipa Europa" e ao acordo sobre o fundo de recuperação. Abrange também as principais tendências geopolíticas, desde a concorrência estratégica entre os EUA e a China até à emergência de "novos impérios" na nossa vizinhança, à utilização da interdependência como arma e ao aumento da desinformação e das táticas híbridas.

O livro descreve o que temos procurado fazer face a uma série de conflitos mais prementes, desde a Líbia e o Sael até ao Mediterrâneo Oriental, à Bielorrússia e à Ucrânia, ao mesmo tempo que especifica os nossos esforços para intensificar e modernizar as nossas parcerias com África, a América Latina e o Indo­‑Pacífico. Espero que o livro possa dar a qualquer pessoa interessada na política externa da UE uma boa noção da natureza dos desafios que enfrentamos, mas também dos dilemas e das escolhas que estão em causa.

De facto, se existe uma lição a tirar de 2020 que se impõe, é a de que as escolhas políticas são importantes. Podemos escolher a solidariedade, o multilateralismo e as parcerias mundiais. Ou podemos seguir a via do nacionalismo e do "cada um por si". A escolha da UE nesta matéria é clara e espero que o livro explique porquê.

No final do ano, assistimos à boa notícia de uma nova administração dos EUA, que acredita na parceria com a UE e que já o demonstrou por palavras e atos. A chegada das vacinas significa também que o fim da pandemia está ao nosso alcance. Mas vimos igualmente que as vacinas estão a ser utilizadas como instrumentos geopolíticos, à semelhança das máscaras cirúrgicas no ano passado (estes acontecimentos importantes não puderam ser devidamente refletidos no presente livro, que abrange apenas o ano de 2020).

Não se verifica uma atenuação da natureza fundamentalmente competitiva do sistema internacional e do domínio da política de relações de força. Ainda assim, os europeus têm de lidar com o mundo tal como ele é e de estruturar as suas políticas em conformidade. Os próximos meses deverão ser tempo de agir e de recuperar. Temos de agir para cumprirmos os nossos compromissos: para com os cidadãos da UE, que querem uma Europa que os proteja e que proteja os seus interesses e valores, e para com o mundo em geral, que não está à espera de declarações animadoras mas de solidariedade e de compromissos concretos. A expectativa é a de que façamos mais, mais depressa e melhor. Cabe­‑nos a nós, mediante as nossas escolhas coletivas, atuar nesse sentido.

Espero que este livro contribua para o debate sobre a definição do papel da Europa no mundo ao expor as escolhas e as soluções de compromisso que enfrentamos. Fazer política é fazer escolhas e o futuro da UE é aquilo que fizermos dele.

O livro pode ser descarregado em formato PDF ou como livro eletrónico aqui:  DESCARREGAR O FICHEIRO PDF

 

 

Secções editoriais:

Autor