Delegation of the European Union to Colombia

União Europeia e Cabo Verde intensificam a cooperação em investigação e inovação marinha

Praia, 22/11/2018 - 17:25, UNIQUE ID: 181122_16
Press releases

A União Europeia e o Governo da República de Cabo Verde assinaram hoje um novo Documento-Quadro de cooperação em matéria de investigação e inovação. O denominado Documento-Quadro de Mindelo visa reforçar e alargar a cooperação em investigação e inovação no domínio do crescimento azul, reforçando o pilar “Sociedade do Conhecimento” da Parceria Especial entre a UE e Cabo Verde.

Mindelo, 22 de novembro de 2018

 

COMUNICADO DE IMPRENSA

 

Assunto: União Europeia e Cabo Verde intensificam a cooperação em investigação e inovação marinha

 

A União Europeia e o Governo da República de Cabo Verde assinaram hoje um novo Documento-Quadro de cooperação em matéria de investigação e inovação. O denominado Documento-Quadro de Mindelo visa reforçar e alargar a cooperação em investigação e inovação no domínio do crescimento azul, reforçando o pilar “Sociedade do Conhecimento” da Parceria Especial entre a UE e Cabo Verde.

A assinatura do Documento-Quadro de Mindelo teve lugar durante a "Ocean Week" em Cabo Verde, organizada pelo Governo de Cabo Verde. Esta assinatura abre novas oportunidades para explorar o potencial da situação geográfica de Cabo Verde para o desenvolvimento da economia azul.

Carlos Moedas, Comissário para a Investigação, Ciência e Inovação, afirmou: Graças à sua posição geográfica, Cabo Verde oferece excelentes oportunidades de estudo, monitorização e análise dos desafios e das possibilidades que o Oceano Atlântico nos reserva. Este acordo vai apoiar atividades de investigação e tecnologias capazes de materializar o potencial dos setores marinho e marítimo, bem como criar novas oportunidades de cooperação internacional.”

Cabo Verde possui uma longa tradição de participação em projetos de investigação e inovação em sucessivos programas-quadro incluindo o atual, Horizonte 2020. Por exemplo, o projeto FARFISH pretende oferecer conhecimentos e metodologias de apoio ao desenvolvimento responsável, sustentável e rentável das pescas europeias longínquas recorrendo a ferramentas de gestão das pescas praticáveis e economicamente viáveis.

O Documento-Quadro de Cooperação entre a Comissão Europeia e o Governo da República de Cabo Verde irá contribuir para uma bioeconomia azul sustentável que permita alimentar a população mundial em crescimento, que se estima venha a ser de aproximadamente 9,7 mil milhões de pessoas em 2050, contribuindo assim para atingir os objetivos de desenvolvimento sustentável e dar resposta às alterações climáticas.

Para fazer face a estes desafios, é necessário uma maior cooperação na investigação e inovação no e para o Oceano Atlântico, a fim de se obter uma melhor compreensão do meio marinho e uma utilização mais sustentável dos seus recursos.

O Documento-Quadro de Mindelo vai encorajar o intercâmbio de informações científicas e a mobilização de competências para a área da economia azul. Tal facto irá contribuir para incluir os cidadãos na investigação costeira e oceânica para que possam valorizar, apreciar e conservar o oceano, parte integrante das suas vidas diárias.

 

Contexto

O Documento-Quadro de Mindelo é um elemento importante na consolidação da cooperação em investigação em todo o Atlântico, tendo como base a Declaração de Galway (maio de 2013) e a Declaração de Belém (“Belém Statement”, julho de 2017), ambas multilaterais, e ainda no Documento-Quadro bilateral sobre cooperação em investigação marinha celebrado com a Argentina (maio de 2018).

À luz do Documento-Quadro de Mindelo, a UE e Cabo Verde tencionam fomentar a cooperação com base numa abordagem de parceria coordenada para benefício mútuo nas principais áreas de interesse comum, tais como: variabilidade climática e abordagens ecossistémicas; observação oceânica (incluindo a cartografia dos fundos marinhos), processos e sistemas de previsão e monitorização; segurança alimentar, gestão das pescas, aquicultura e biodiversidade; tecnologias oceânicas (incluindo de observação e energias marinhas renováveis).

A economia azul e os assuntos marítimos tinham já sido identificados como áreas de interesse comum cuja cooperação deveria ser reforçada e alargada. Tal ficou consagrado na Declaração Conjunta UE-Cabo Verde por ocasião da comemoração do 10° aniversário da Parceria Especial em 2017. A cooperação em investigação e inovação desempenha um papel crucial neste sentido.  

Mais informações:

RTD-Bioeconomy-Blue Growth website

Commission spokesperson’s service


 

Խմբագրական բաժիններ: