Delegação da União Europeia em Cabo Verde

Concurso para atribuição de 48 bolsas de estudos de licenciatura e mestrado nas áreas da Música e Artes Cénicas

24/06/2019 - 15:20
News stories

PROCULTURA é uma Ação do Programa Indicativo Multianual PALOP - Timor-Leste e União Europeia para 2014-20, financiada pela União Europeia, cofinanciada e gerida pelo Camões, IP e cofinanciada também pela Fundação Calouste Gulbenkian. Tem por objetivo contribuir para a criação de emprego em atividades geradoras de rendimento na economia cultural e criativa nos PALOP e em Timor-Leste, entre 2019 e 2023, com orçamento de 19 milhões de euros.

 

PROCULTURA - PROMOÇÃO DO EMPREGO NAS ATIVIDADES GERADORAS DE RENDIMENTO NO SETOR CULTURAL NOS PALOP E TIMOR-LESTE

 

 

COMUNICADO DE IMPRENSA

 

Concurso para atribuição de 48 bolsas de estudos

de licenciatura e mestrado nas áreas da Música e Artes Cénicas

 

PROCULTURA é uma Ação do Programa Indicativo Multianual PALOP - Timor-Leste e União Europeia para 2014-20, financiada pela União Europeia, cofinanciada e gerida pelo Camões, IP e cofinanciada também pela Fundação Calouste Gulbenkian. Tem por objetivo contribuir para a criação de emprego em atividades geradoras de rendimento na economia cultural e criativa nos PALOP e em Timor-Leste, entre 2019 e 2023, com orçamento de 19 milhões de euros.

Entre 2019 e 2020, entre outras atividades destinadas a reforçar competências nos setores culturais dos seis países do projeto, serão atribuídas 48 bolsas de estudos internacionais de licenciatura e de mestrado nas áreas da Música e das Artes Cénicas a cidadãos nacionais dos PALOP ou de Timor-Leste e aí efetivamente residentes.

O primeiro concurso, com 24 bolsas, decorre entre 14 de junho e 4 de julho, para candidatos a licenciatura, e entre 5 de julho e 12 de setembro, para candidatos a mestrado.

Os cidadãos interessados poderão consultar o regulamento e os formulários de candidatura em: https://www.instituto-camoes.pt/activity/o-que-fazemos/bolsas-estudo

Esta ação é enquadrada pelos princípios do Consenso Europeu em matéria de desenvolvimento (O Nosso Mundo, a Nossa Dignidade, o Nosso Futuro), nomeadamente, pelo reconhecimento de que a cultura favorece «a inclusão social, a liberdade de expressão, a formação da identidade, o empoderamento civil e a prevenção de conflitos» e pela intenção da União Europeia e dos seus Estados membros de fomentar a economia e as políticas culturais quando estas contribuam para alcançar o desenvolvimento sustentável.

Secções editoriais: