Delegação da União Europeia em Angola

2.º Fórum de Estratégias de Resiliência no Sul de Angola: Gestão da Água em Meio Rural

Namibe, 28/04/2021 - 13:02, UNIQUE ID: 210428_17
Press releases

A adaptação às alterações climáticas é crucial para as populações no Sul de Angola garantirem os meios adequados para a sua subsistência. No âmbito do FRESAN - Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola, iniciativa do Governo de Angola financiada pela União Europeia, o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua convida a participar no 2.º Fórum de Estratégias de Resiliência no Sul de Angola: Gestão da Água em Meio Rural, que decorre a partir das 8h00 de dia 29 de Abril na Sala Magna da Universidade do Namibe.

O evento é transmitido online, na página de Facebook do FRESAN: www.facebook.com/fresan.angola.

Destinado a organizações da sociedade civil, instituições do estado e académicas e responsáveis provinciais, o Fórum visa apresentar e debater a gestão da água em meio rural, na vertente de tecnologias para utilização no meio agrícola, na segurança hídrica das comunidades rurais e na experiência das organizações da sociedade civil subvencionadas pelo Programa FRESAN.

A África Austral regista um aumento na temperatura do ar mais significativo que noutras partes do globo, com uma subida de 3,4 °C na média da temperatura anual. Quanto à precipitação, há uma maior variabilidade, com a redução da estação chuvosa em algumas áreas, e o aumento dos eventos de precipitação e da intensidade noutras. Esta variabilidade provoca mais eventos climáticos extremos como inundações e secas, cujo impacto é ainda mais relevante nas províncias do Sul de Angola, dado que leva à degradação e à perda de solo arável, à redução da produção agrícola, à destruição dos meios de produção e à perturbação do comércio e acesso aos mercados.

O 2.º Fórum de Estratégias de Resiliência no Sul de Angola: Gestão da Água em Meio Rural surge assim enquadrado no Programa FRESAN, que prevê a promoção de intercâmbios de boas práticas em novas tecnologias adaptadas às alterações climáticas.



A entrada no evento é facultada apenas mediante resposta RSVP.

Neste sentido, solicitamos confirmação de presença até dia 28 de Abril,

através do email
catarinatormenta.fresan@gmail.com, indicando o nome,

entidade/instituição que representa, função, telefone e email.

Sobre o FRESAN

A União Europeia financia o Programa de Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola (FRESAN) com 65 milhões de euros no período de 2018-2024. Trata-se de uma iniciativa conjunta com o Governo angolano para reduzir a fome, pobreza e vulnerabilidade das comunidades afectadas pela seca nas províncias da Huíla, Namibe e Cunene, no Sul de Angola.

Ao longo de mais de 30 anos de cooperação, a União Europeia manteve-se o maior doador em Angola e apoiou o desenvolvimento do país através do financiamento de projectos nos mais diversos sectores de actividade.

O combate à pobreza e a protecção do meio ambiente constituem prioridades da União Europeia na cooperação com os países terceiros.

 

 

Secções editoriais: