Delegação da União Europeia em Angola

Sociedade Civil capacitada para concorrer às subvenções da União Europeia

01/03/2019 - 09:05
News stories

<p>Ao longo do mês de Fevereiro, a Delegação da União Europeia organizou um ciclo de formação às Organizações da Sociedade Civil nas cidades de Luanda, Huambo e Lubango. Os participantes aprenderam as regras e boas práticas de candidatura às subvenções e gestão de projectos. A iniciativa enquadra-se na política da União Europeia de promoção da Sociedade Civil nos países parceiros.</p>

Formação sociedade civil

Cerca de 120 participantes da Sociedade Civil atenderam o curso nas três cidades abrangidas. Além da apresentação de metodologias e dos exercícios práticos sobre a redação da proposta técnica e financeira, o ciclo do projecto, a elaboração de relatórios, etc., os formadores abordaram igualmente temas transversais como o género, os direitos humanos e a juventude com destaque para a camada vulnerável e a inclusão das pessoas com deficiência. Organizações já beneficiárias de subvenções da União Europeia dinamizaram as trocas de experiências com os participantes de organizações menos habilitadas.

Muitas organizações têm uma percepção de extrema dificuldade diante dos convites à apresentação de propostas lançados pela União Europeia. Porém, basta percorrer o caminho e cumprir com os requisitos até alcançar o financiamento. A formação permitiu partilhar conhecimentos de forma a desmistificar a reputação destes processos. Mostrou que as organizações candidatas devem, antes de tudo, ter um foco ao invés de estar simplesmente à busca de fundos. 

Os participantes manifestaram muito interesse na formação, os horários de curso sendo sempre ampliados para dar tempo suficiente às perguntas. Uma das lições desta iniciativa foi, sem dúvida, a necessidade de tornar a formação contínua. A participação das mulheres, a intervenção das autoridades locais e a maior presença dos órgãos de comunicação social nestas formações serão igualmente preocupações essenciais para melhorar o seu impacto e sustentabilidade.

Contexto

A União Europeia (UE) pretende reforçar a voz da Sociedade Civil angolana no processo de desenvolvimento e no diálogo político, social e económico. Por isso, tem promovido o envolvimento dos actores não-estatais no âmbito das suas acções de cooperação em Angola, tanto em processos de diálogo e consulta à Sociedade Civil, como através de financiamentos, num montante de cerca de 65 milhões de Euros. Convites temáticos à apresentação de propostas são lançados anualmente pela Delegação da União Europeia em Angola.

Secções editoriais: