Delegação da União Europeia em Angola

A União Europeia forma a Sociedade Civil sobre apresentação de propostas e gestão de projectos

Luanda, 05/02/2019 - 09:25, UNIQUE ID: 190205_1
Press releases

A Delegação da União Europeia em Angola organiza um ciclo de formação às Organizações da Sociedade Civil sobre as regras e os procedimentos para concorrer às subvenções. A iniciativa enquadra-se na política da União Europeia de promoção da Sociedade Civil nos países parceiros. As três sessões de três dias respectivamente serão realizadas nas cidades de Luanda, Huambo e Lubango, ao longo do mês de Fevereiro. A primeira formação iniciará aos 6 de Fevereiro às 08h30 na sede da ADRA, em Luanda.

Cerca de 120 participantes são esperados neste ciclo de formação destinado aos representantes das Organizações da Sociedade Civil, incluindo Organizações Comunitárias de Base, associações do sector privado, da academia, etc.

O programa inclui metodologias e exercícios práticos sobre a redação da proposta técnica e financeira, o ciclo do projecto, a elaboração de relatórios, entre outros. Temas transversais como o género, os direitos humanos, o ambiente (especificamente alterações climáticas), pessoas com deficiência e juventude serão igualmente abordados. Pretende-se, através destas formações, reforçar as competências das organizações, de forma a promover uma participação mais elevada das mesmas aos convites à apresentação de propostas e candidaturas com mais qualidade.

Convites à apresentação de propostas são lançados anualmente pela Delegação da União Europeia em Angola. As organizações selecionadas passam assim a beneficiar de subvenções para implementarem os seus projectos.

A União Europeia (UE) pretende reforçar a voz da Sociedade Civil angolana no processo de desenvolvimento e no diálogo político, social e económico. Por isso, tem promovido o envolvimento dos actores não-estatais no âmbito das suas acções de cooperação em Angola, tanto em processos de diálogo e consulta à Sociedade Civil, como através de financiamentos, num montante de cerca de 65 milhões de Euros. 

Secções editoriais: