Delegação da União Europeia em Angola

Sociedade Civil consultada no Lubango sobre agricultura e nutrição

Luanda, 15/01/2019 - 10:21, UNIQUE ID: 190115_3
Press releases

No âmbito do projecto de Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional (FRESAN), financiado pela União Europeia, realizar-se-á, na Província da Huíla, sede do projecto, no dia 16 de janeiro de 2019, às 08h30, na sede do Governo Provincial, no Lubango, um Encontro com Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

O projecto FRESAN prevê uma importante componente de subvenções destinadas às organizações da sociedade civil, para iniciativas de desenvolvimento da agricultura familiar, redução de perdas pós-colheita, armazenamento e reserva de alimentos, associativismo e cooperativas, preservação, conservação e transformação de produtos hortícolas e implementação de sistemas de captação e conservação de água.

O Encontro com as OSCs tem como objetivo contribuir para a definição da estratégia das subvenções através da recolha de informações e opiniões sobre os melhores modelos a desenvolver.

O Projeto FRESAN enquadra-se na convenção de financiamento assinada entre a União Europeia e a República de Angola para apoio às províncias do sul, mais afetadas pela seca e ameaçadas pelos efeitos das alterações climáticas: Cunene, Huíla e Namibe. Nesse sentido, destina-se a beneficiar as populações rurais destas províncias, com atenção especial às mães, raparigas adolescentes e crianças com menos de cinco anos.

O FRESAN pretende contribuir para a redução da fome, pobreza e vulnerabilidade à insegurança alimentar e nutricional nas três Províncias, sobretudo através do reforço da resiliência e produção agrícola familiar sustentável, da melhoria da situação nutricional das famílias, do apoio ao desenvolvimento de capacidades nas instituições e da investigação e promoção da nutrição. Será implementado ao longo de quatro anos, com um orçamento de 65 milhões de Euros, dos quais 48,5 milhões geridos pelo Camões, IP. A componente das subvenções representa cerca de 50% do orçamento gerido pelo Camões IP, num valor de 24 675 000 euros.

Secções editoriais: